Voltar

Distúrbios do Sono: Saiba como CBD ajuda a dormir melhor

Postado em 07.01.2021
Distúrbios do Sono

Canabidiol pode auxiliar no tratamento de uma série de distúrbios do sono, um dos principais fatores para o bom funcionamento do organismo e da manutenção da saúde mental.

Índice 
O que são Distúrbios do Sono 
O que é Insônia
O que é Apneia 
Tratamento tradicional 
Tratamento com Cannabis medicinal 
A importância de um acompanhamento especializado
O que são Distúrbios do Sono 

O que são Distúrbios do Sono 

Dormir bem é sinônimo de bem-estar e qualidade de vida. Os distúrbios do sono são provocados quando o estado de repouso passa a ser comprometido, afetando a saúde mental e o bom funcionamento do organismo.

Tendo em vista que a Insônia e a Apneia são as perturbações mais frequentes entre aqueles que sofrem para dormir bem, a comunidade científica trabalha com o objetivo de encontrar o caminho mais efetivo para tratá-las. 

De acordo com a terceira edição da Classificação Internacional dos Distúrbios do Sono (ICSD, sigla em inglês), são identificadas diversas categorias para o diagnóstico de tais transtornos: parassonias (movimentos anormais durante o sono) e uma série de outros distúrbios relacionados ao movimento, ao ritmo circadiano do sono e vigília, à hipersonolência central e à respiração.

Havendo orientação feita sob acompanhamento médico, o tratamento com Cannabis medicinal pode se tornar um aliado importante no combate às alterações que atrapalham o sono tranquilo de 73 milhões de brasileiros, segundo a Associação Brasileira do Sono (ABS).

O que é Insônia

Entre os Distúrbios do Sono, a insônia é o transtorno mais comum e pode ser caracterizado seja pela dificuldade em iniciar o sono, seja em mantê-lo, com o despertar durante a noite ou muito cedo, ou ainda quando há sensação de cansaço durante o dia. 

Este transtorno pode surgir de forma isolada ou ser secundária a outra doença, como, por exemplo, depressão, alterações hormonais e doenças neurológicas, ou ainda ser causada por determinadas substâncias ou medicamentos, como álcool, cafeína, ginseng, tabaco, diuréticos ou alguns antidepressivos. 

Em muitos casos, sua causa se deve simplesmente pela prática de hábitos considerados inadequados, que comprometem a capacidade de dormir, como não possuir uma rotina voltada para  sono, estar em um ambiente muito luminoso ou barulhento, comer muito ou tomar bebidas energéticas à noite.

O que é Apneia 

Também conhecida como Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono, ou SAOS, a Apneia se trata de uma suspensão temporária do fluxo respiratório que ocorre devido ao colapso das vias aéreas. 

Este distúrbio causa modificações no sono, resultando em uma incapacidade de atingir fases mais profundas, atrapalhando que se faça o repouso de forma adequada. 

Desta forma, indivíduos com apneia costumam sentir sonolência durante o dia, gerando dores de cabeça, perda de concentração, irritação, alterações da memória e hipertensão.

Tratamento tradicional 

O tratamento da insônia deve ser feito sob orientação médica, que poderá analisar se há ou não condições ou doenças que estejam provocando esse distúrbio do sono, com uma avaliação clínica e realização de exames. 

Recomenda-se a realização da higiene do sono, através de hábitos que favoreçam o sono, e, quando houver necessidade, a prescrição de remédios.

Os medicamentos comumente prescritos para o sono incluem antidepressivos, benzodiazepínicos, ácido gama-aminobutírico (GABA) e antipsicóticos. No entanto, esses tratamentos têm efeitos colaterais substanciais e interações medicamentosas perigosas.

Outros medicamentos, como melatonina, anti-histamínicos e valeriana, são menos perigosos, mas também menos eficazes, além de apresentarem consequências indesejáveis. 

No caso da Apneia, o tratamento se dá com o uso de máscaras de oxigênio adaptáveis, conhecidas como CPAP, além da mudança de hábitos como a perda de peso e evitar o consumo de cigarros. 

Em determinados casos, pode ser recomendada uma intervenção cirúrgica com o objetivo de corrigir o estreitamento ou a obstrução de ar nas vias respiratórias, geralmente causadas por deformidades.

Essas circunstâncias estão fazendo com que os pacientes busquem cada vez mais novas alternativas para um sono de qualidade, incluindo a Cannabis medicinal.

Você vem sofrendo com um ou alguns desses sintomas? Faça uma consulta 100% online com um médico especializado em Cannabis medicinal clicando aqui

Tratamento com Cannabis medicinal 

O uso da Cannabis medicinal tem servido como tratamento para uma variedade de doenças. Estudos ligaram a Cannabis e os canabinoides presentes no organismo a uma melhor qualidade do sono, com menos distúrbios e redução do tempo para atingir o adormecimento. 

Isso pode estar relacionado ao sistema endocanabinoide do nosso corpo e o seu impacto no sono. Somos capazes de produzir canabinoides endógenos que podem ajudar a estimular nossos neurônios a induzir o repouso, e o uso da substância pode aumentar a receptividade dos nossos corpos a esses compostos. 

Um estudo realizado nos EUA, em 2017, descobriu que quase 70% dos 1.500 participantes pesquisados diminuíram o uso de medicamentos alopáticos para dormir após a introdução do uso da Cannabis medicinal.

No mesmo ano, as Academias Nacionais de Ciência, Engenharia e Medicina dos EUA formaram um comitê encarregado de revisar mais de 10.000 estudos científicos relacionados ao tema com o objetivo de verificar se a Cannabis possuía algum efeito terapêutico

O resultado foi um relatório com mais de 400 páginas, no qual um dos apontamentos informa que a substância oferece melhora do sono entre os pacientes que sofrem de Apneia. 

A importância de um acompanhamento especializado

Para garantir a eficácia de um tratamento com Cannabis medicinal, é importante contar com um minucioso acompanhamento especializado. Apesar de ainda haver poucos médicos prescritores no Brasil, já existem centros de excelência com esse foco. Um deles é a Medicina In, onde você pode realizar consultas on-line com médicos especializados que poderão avaliar seu caso. Para agendar uma consulta, acesse o site.